Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.cgu.gov.br/handle/1/14623
Title: Uma análise crítica da 3º conferência da empresa limpa
Other Titles: A critical analysis of the 3º conference of the clean company
Authors: Carrieri, Alexandre de Pádua
Couto, Felipe Fróes
Silva, Larissa Oliveira
metadata.dc.type: Artigo
metadata.dc.subject.classification: Prevenção da Corrupção e Transparência Pública
metadata.dc.subject.vccgu: VCCGU::Comunicação Social::Revista da CGU
VCCGU::Transparência e Prevenção à Corrupção::Pró Ética
VCCGU::Transparência e Prevenção à Corrupção
metadata.dc.subject.keyword: Análise crítica do discurso
Conferência da Empresa Limpa
Issue Date: 18-Aug-2018
metadata.dc.date.started: Dec-2018
metadata.dc.date.finished: Dec-2018
Publisher: Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU)
metadata.dc.source: Site da Revista da CGU
Abstract: O debate sobre corrupção na última década cresceu em meio a uma realidade permeada de escândalos. Nosso interesse ao longo deste trabalho é aprofundar qualitativamente a discussão sobre a ética e a corrupção nas organizações privadas por meio da análise dos discursos empresariais em relação à iniciativa ProÉtica. O ProÉtica é uma ação simbólica que promove o reconhecimento público de empresas comprometidas com a prevenção e o combate a corrupção e que se esforçam para promover ambiente coorporativo mais integro, ético e transparente. Buscamos compreender os sentidos da ética conforme os discursos proferidos neste evento. O problema de pesquisa proposto para este artigo, portanto, é o seguinte: como foram construídos os discursos sobre a ética empresarial pelos gestores premiados na 3º Conferência da Empresa Limpa promovida pela CGU em 2016? Trata-se de uma pesquisa aplicada e qualitativa com abordagem descritivo-analítica. Como método de investigação, foi utilizada a análise crítica do discurso (ACD). Nosso ganho reside em remover as opacidades dos discursos apresentados e disponibilizar ao leitor uma fonte de reflexão sobre a forma pelas quais se moldam as relações sociais à contemporaneidade. Entendemos que o “risco da corrupção” não pode ser simplesmente superada pela adoção de práticas de estímulo e reforço, mas que o assunto deva ser amplamente discutido com todos os setores da sociedade para que possamos, de forma ampla e democrática, repensar as práticas empresariais e as noções contemporâneas sobre ética nas organizações.
metadata.dc.relation.references: https://ojs.cgu.gov.br/index.php/Revista_da_CGU
ISSN: 2595-668X
metadata.dc.description.physical: V. 10, n. 17, p. 948 - 960, 2018
URI: https://repositorio.cgu.gov.br/handle/1/14623
metadata.dc.rights.holder: Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU)
metadata.dc.rights.license: Licenças::Padrão para Publicações::Utilizada para os materiais cujo detentor de direitos autorais patrimoniais seja a CGU, tais como documentos produzidos pelos servidores no âmbito de suas atividades profissionais ou documentos que tenham tido a cessão de direitos negociada com o autor
Appears in Collections:Edições 2018

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
V10_n17_2018_analise.pdf344.04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.